23 dezembro 2011

Christmas Love - Especial de Natal 1

-Você narrando


Sabe minha vida não está sendo muito fácil ultimamente, meus pais são separados a 10 anos, tenho 17anos, e nenhum dos dois ligam para mim, praticamente moro com a minha avó, que não está muito boa com problemas vai no médico quase todo dia. Estou quase embarcando para Paris, ideia da minha avó, que disse que eu tenho que esquecer os problemas, queria passar o natal cuidando dela, mais ela não quis e disse para não ficar preocupada com ela e me divertir. Soube que lá em Paris está super frio, amo frio.

XxXx: Está aberto o portão de embarque do voo 197 para Canadá.

Então vamos lá, ah você devem estar de perguntando, não era para Paris? Sim, é que meu voo tem escalas primeiro vai para o Canadá depois Paris, não sei de nada minha avó que comprou assim, disse que era melhor, enfim. Peguei minha passagem dentro da bolsa e fui ao portão de embarque, entreguei-a à moça, segui para o avião, entrei, me sentei, depois de uns minutos o avião decolou. São exatamente 06:12am. provavelmente chegarei no Canadá 13:00pm. por ai. Estava sentada na janela, e não havia ninguém ao meu lado, fiquei olhando as nuvens até que peguei no sono.

[...]

Acordei com a aéro-moça falando que já estávamos chegando, ainda bem que dormi o voo inteiro. Logo o avião pousou, desci e uma mulher me entregou as passagens do meu próximo voo, peguei minhas malas. Olhei na passagem o avião sairia às 15:00pm. e é 13:37pm. fui ver se eles já estavam pegando as malas, pois queria comer, e para a minha sorte estavam. Fui até uma lanchonete  comi, e depois fui no banheiro escovei os dentes. Eu tinha que esperar 1 hora, mas fazer o que?. Me sentei em uma mesa e fiquei lá brisando, quase dormindo, sinceramente não sei de ontem vem tanto sono.

XxXx: Oi! Posso me sentar aqui?
Você: Pode.- disse com um tanto de preguiça, sem olhar quem era, mas pela voz era um garoto.
XxXx: Qual seu nome?.- ergui minha cabeça para responder, que menino lindo, um sorriso encantador.
Você: (seu nome) e o seu ?.- disse sorrindo.
XxXx: Justin.
Você:  Prazer em conhece-lo Justin.
Justin: O prazer é meu. Então é daqui mesmo?
Você: Não sou do Brasil.
Justin: Hum, brasileira, então sabe fazer brigadeiro?
Você: Opa, se quiser qualquer dia eu faço.
Justin: Lógico que eu quero, ainda mais se você for fazer.- ele disse e eu ri.

Conversamos mais um pouco, Justin é um menino muito engraçado e encantador, fiquei sabendo que ele também vai para Paris. Chamaram nosso voo. Olha que legal nossos lugares são um do lado do outro. Sentamos, e ele logo começou a falar.

Justin: Em que hotel você vai ficar?
Você: Pullman Paris Tour Eiffel
Justin: Caraca eu também.
Você: Que coincidência.
Justin: Ou destino.
Você: Se você diz.- disse rindo

18:00pm. Justin dormiu no meu colo vê se pode? Claro que pode. Sabe desde que sai do Brasil estou tendo sorte, tomara que continue assim. Entre os meus pensamentos acabei pegando no sono também.

[...]

Justin: (seu apelido) acorda.... já estamos chegando.
Você: É, estou sentindo o frio.- disse colocando meu casaco e Justin riu.

Enfim, o avião pousou, descemos fazendo brincadeiras um com o outro pelo caminho, parece que conheço ele a anos, me ele sinto muito confortável perto dele.

Você: Estou com frio.- disse esfregando as mãos.
Justin: Vem aqui.- disse colocando o braço envolta de meu ombro e me puxando para  perto de seu corpo, abracei sua cintura, e fomos andando até a saída, Justin estava empurrando o carrinhos com nossas malas com a outra mão.

Pegamos um táxi, e ficamos observando as ruas de Paris nesta linda noite, já podia ver mais a frente, a coisa mais linda, nosso hotel era bem perto. Sim a torre Eiffel. O táxi parou em frente do hotel e logo vieram um carinha lá pegar as malas. Entramos e pegamos a chave dos nossos quartos e subimos até o 4º andar.

Você: Que horas são Justin?
Justin: 23:15pm.
Você:  Nem vai dar para sair hoje.
Justin: Deixa, pra amanhã.- balancei a cabeça positivamente.

Saímos do elevador e andamos até as portas dos quarto, e o quarto do Justin era de frente para o meu. O carinha deixou as malas lá e depois foi embora. Eu e Justin ficamos nos encarando, sabe os olhos dele me deixaram hipnotizada, eram extremamente lindos, ele é lindo.

Justin: Então.... boa noite.
Você: Boa noite nos vemos amanhã.- disse e ele veio se despedir com um beijo, na bocheicha claro.

Mas não foi ele, me deu um beijo no canto da boca, senti uma coisa forte, não sei direito o que seja, nunca senti isso, tipo borboletas no estômago, enfim, sorri e entrei. Me troquei, fiz minha higiene e deitei na cama, e fiquei pensando no dia louco que tive, e principalmente no Justin.


Continua....

Nenhum comentário:

Postar um comentário